Moro é exonerado da Universidade Federal do Paraná

Fernando Garcel


O pedido de exoneração do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em Curitiba, do cargo de professor de Processo Penal no curso de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (15). A exoneração foi um pedido do magistrado, segundo o texto da portaria.

Moro foi nomeado professor em 2007, mas estava de licença e não lecionava na instituição desde 2016. A portaria, assinada pelo pró-reitor de Gestão de Pessoas da UFPR, Douglas Ortiz Hamermuller, está com a data de 13 de março.

O pedido de licença não remunerada ocorreu para que o magistrado se dedicasse apenas aos processos da Operação Lava Jato. Publicada em janeiro deste ano, a portaria número 160 da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEPE) concedeu a Moro uma nova licença para “tratar de assuntos particulares” no período de 02 de fevereiro de 2018 a 01 de fevereiro de 2019.

Na semana passada, o reitor da universidade, professor doutor Ricardo Marcelo Fonseca, contou ao Paraná Portal que a reitoria recebeu um e-mail do magistrado e professor com pedido de orientações sobre como proceder em caso de pedido de exoneração.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="510043" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]