Morre no hospital criança que se afogou em piscina e foi reanimada após 40 minutos

Francielly Azevedo e Vinicius Cordeiro


criança de cinco anos, que se afogou em uma piscina e foi reanimada pelos socorristas após cerca de 40 minutos, em Londrina, na região norte do Paraná, não resistiu e morreu no Hospital Universitário por volta do meio-dia desta segunda-feira (23). A informação foi confirmada pela instituição.

O acidente aconteceu, na tarde deste domingo (22), em uma chácara na cidade. A criança foi encaminhada em estado grave ao Hospital.

De acordo com Jonatan Prado, tenente do Corpo de Bombeiros que atendeu a ocorrência, os familiares encontraram o menino inconsciente no fundo da piscina depois do almoço. Eles mesmos começaram o processo de massagem e os socorristas deram sequência ao trabalho. “Chegamos ao local, assumimos a reanimação e conseguimos após 40 minutos. Aí o médico conseguiu a estabilização, o menino foi entubado e entregue ao hospital”, conta o tenente.

Segundo ele, os bombeiros costumam trabalhar com a reanimação após afogamentos por até 60 minutos. Depois desse período, é declarada a morte da vítima.

“Pelo nosso protocolo, temos como resposta até uma hora de procedimento após o incidente. Após isso, caso o médico entenda que a pessoa não tem mais a possibilidade de volta, param-se os trabalhos e é constatado o óbito”, completa.

ALERTA PARA O FIM DE ANO

Por fim, o Corpo de Bombeiros ressalta que é preciso ficar atento nesse período de final do ano e em janeiro.

Apesar do caso não ter acontecido no litoral, é recomendado prestar atenção no ambiente aquático e sempre ficar próximo às crianças.

“O verão começou ontem e, estatisticamente, os casos aumentam. Muitas pessoas vão para piscinas, rios e também crescem as buscas”, finaliza o tenente.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.