Gripe já matou 43 pessoas neste ano no Paraná

Angelo Sfair

mortes gripe h1n1 paraná

Novas mortes por gripe foram confirmadas pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa). Desde o início do ano, 43 óbitos foram registrados por complicações da doença. Do total de mortes, 38 foram causadas pelo tipo H1N1.

Em apenas uma semana os casos confirmados de Influenza aumentaram 26% no Paraná, passando de 113 para 146.

O município de Foz do Iguaçu, no Oeste, concentra o maior número de mortes: 10 casos, de janeiro até agora. Quase um terço dos casos mais graves estão relacionados a idosos e pessoas que não estavam imunizados contra a doença.

A região metropolitana de Curitiba registrou nove mortes por Influenza desde o início do ano. No litoral, foram três casos fatais. Os demais casos então distribuídos pelas outras regiões do Paraná.

Prevenção da gripe

O enfermeiro Renato Lopes afirma que, além da vacina, a higiene das mãos é fundamental para se proteger da gripe.

“Lavar as mãos com frequência deve se tornar um hábito. Esta é a melhor maneira de se proteger não só da gripe, mas também de outras doenças”, diz o enfermeiro, que é coordenador da Divisão de Doenças Transmissíveis da Sesa.

Imunização

Assim como outros estados do País, o Paraná começou a distribuir a vacina contra a gripe para toda a população na segunda-feira (03).

No Paraná, 83,9% da população prioritária foi imunizada. O índice ficou abaixo da meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que pretendia imunizar 90% do público-alvo durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="628544" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]