Com CNH suspensa, motociclista a 200 km/h atropela e mata idosa de 80 anos

Uma idosa de 80 anos morreu depois de ser atropelada por um motociclista de 29 anos, em Marechal Cândido Rondon, no oest..

Redação - 07 de fevereiro de 2020, 16:23

Reprodução/Arquivo pessoal
Reprodução/Arquivo pessoal

Uma idosa de 80 anos morreu depois de ser atropelada por um motociclista de 29 anos, em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná. Com a CNH suspensa, o homem pilotava a 200 km/h. Ele confessou e foi preso em flagrante.

A idosa estava na faixa de pedestre quando foi atingida pela moto em alta velocidade. Assim, com a força da batida, a idosa foi arremessada a 10 metros do local do acidente, teve fraturas graves. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente, que aconteceu nesta quinta-feira (06).

O motociclista sofreu ferimentos leves.

Em depoimento, ele admitiu que estava a 200 km/h e alegou que fazia testes com a moto para participar de uma competição marcada para um autódromo.

O motociclista foi preso e pode responder por homicídio doloso, quando há a intenção -- ou se assume o risco -- de matar. Além de pilotar em alta velocidade, ele estava com a CNH suspensa.

*Com informações da BandNews FM Curitiba