Motorista que atropelou menino de três anos em Curitiba vai a júri popular

Redação

TJPR mantém júri popular para motorista que causou morte de menino em Curitiba

O motorista que atropelou e matou o menino Marcelo Henrique Marques Jardim, de apenas três anos, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, será julgado pelo crime de homicídio qualificado em júri popular.

A decisão pelo júri popular foi expedida pelo juiz Daniel Surdi Avelar, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba, nesta quinta-feira (14).

Avelar manteve a prisão preventiva para Bruno Alisson Batista Ventura, de 24 anos, por entender que ela é ” imprescindível à adequada garantia da ordem pública e aplicação da lei penal”.

O magistrado ainda apontou que “há indicativos no processo de que, logo após a prática do fato, o acusado Bruno Alisson Batista Ventura tentou fugir do local do fato por mais de uma vez (…) evidenciando, assim, que não pretendia prestar contas de seus atos à Justiça”.

RÉU JÁ HAVIA SIDO DETIDO POR EMBRIAGUEZ AO VOLANTE

A denúncia feita pelo MPPR (Ministério Público do Paraná) em novembro de 2019 apontou que Bruno dirigia embriagado e sem a habilitação quando atropelou a criança.

Primeiramente o motorista havia sido denunciado pelo crime de homicídio simples, mas os promotores do MPPR pontuarem que a velocidade em que Bruno dirigia e o fato dele trafegar na contramão colocou outras pessoas em risco.

Bruno tentou fugir do local após o acidente, mas foi contido por moradores até a chegada das autoridades. Segundo a Polícia Civil, o réu já havia sido preso em 2017 por dirigir embriagado e sem habilitação.

Procurada pela reportagem, a defesa de Bruno afirmou que ainda não recebeu a intimação sobre a decisão e só irá se manifestar após receber o documento.

Já o advogado da família de Marcelo afirmou que confia que o réu seja responsabilizado pela Justiça por um “grave e cruel crime”

Previous ArticleNext Article