Motorista bêbado dirige em zigue-zague, na contramão, com dois filhos menores em estrada do PR

Ana Cláudia Freire

motorista bêbado, dois filhos menores, br 277, contramão, prf, bafômetro, sem cinto


Um motorista, de  44 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (21), na BR 277, em Cascavel, na região oeste do Paraná, por dirigir embriagado transportando seus dois filhos de  apenas 5 e 8 anos de idade.

O homem, que estava visivelmente sob efeito de álcool, dirigia um Fiat Uno de maneira perigosa, em zigue-zague e na contramão, por uma estrada estadual próxima à BR 277, quando chamou atenção de outros motoristas que fizeram a denúncia para a PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Um policial militar que passava pelo local e também foi avisado por outros motoristas abordou o carro assim que ele entrou na estrada federal.

Logo depois a equipe de policias da PRF chegou até o motorista e constatou sinais claros de embriaguez. No banco de trás do veículos, os dois filhos menores estavam sem cinto de segurança, assim como o pai.

O homem foi preso em flagrante porque em casos de embriaguez notória não há necessidade do exame de bafômetro.

MOTORISTA É AGRESSIVO E PRECISA SER ALGEMADO

Divulgação PRF

Segundo os policiais, o motorista estava desequilibrado e agressivo. Ele se negou a entrar na viatura da PRF e precisou ser algemado.

Em depoimento aos policiais o homem confessou ter bebido cerveja e cachaça antes de dirigir, em um sítio na região de Cascavel. “Tomei duas pingas e três latinhas de cerveja”, confessou.

Após a prisão, o motorista concordou em fazer o teste do bafômetro e o resultado apontou 1,26 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. O índice é quatro vezes superior ao patamar de 0,3 miligrama de álcool.

As duas crianças foram levadas para mãe, em casa, que foi informada da prisão do marido.

O carro foi recolhido por haver débitos de licenciamento.

CRIME DE TRÂNSITO

Além da infração administrativa, o motorista bêbado também tem a sua conduta enquadrada em crime de trânsito.

O crime de dirigir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool prevê pena de seis meses a três anos de prisão.

Além da prisão em flagrante, o motorista é multado em R$ 2.934,70 e tem a carteira de habilitação suspensa pelo período de um ano.

Quem eventualmente avistar em rodovias federais situações de possível embriaguez ao volante ou prática de direção perigosa deve acionar a PRF pelo telefone de emergência 191.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista - Chefe de Redação do Paraná Portal