Motorista de caminhão que pegou fogo e matou uma pessoa vai responder por homicídio culposo

Redação


Um acidente envolvendo um caminhão-tanque e outros dois carros interditou a BR-116, no Contorno Leste, em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba, na noite deste sábado (30).

O caminhão carregava óleo vegetal e pegou fogo. Um homem de 20 anos, que estava de passageiro em um dos carros morreu na hora do acidente e outras três pessoas ficaram feridas.

> Fiscalização da PRF aponta irregularidades em 26% dos caminhões na BR-277

WhatsApp Image 2016-07-31 at 15.12.26De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão aconteceu no km 91. A pista no sentido São Paulo ficou totalmente interditada até às 22h40. A fila no local chegou aos 19 quilômetros.

O acidente ocorreu no quilômetro 92 da rodovia BR 116, perto do viaduto sobre a BR 277. O motorista de uma carreta bitrem que havia acabado de acessar a rodovia perdeu o controle do veículo ainda na faixa de aceleração, e saiu de pista na direção do canteiro central. Vazios, os dois semirreboques, destinados ao transporte de óleo vegetal, ficaram atravessados sobre a rodovia, na pista sentido São Paulo. Na sequência, os semirreboques foram atingidos por dois automóveis.

O condutor da carreta, de 57 anos, foi encaminhado pela PRF para a Delegacia da Polícia Civil em São José dos Pinhais. Ele, que a princípio responderá por homicídio culposo, alegou ter sido fechado por um outro veículo, que teria saído do acostamento sem sinalizar.

As vítimas feridas foram encaminhadas por equipes da concessionária Litoral Sul, Ecovia e do Siate ao Hospital São José dos Pinhais. O corpo foi levado ao IML de Curitiba.

Confira:

 

Comissão estadual define ações para prevenir acidentes com carga perigosa
Com informações de Cristina Seciuk

No início do mês, um acidente grave envolvendo um caminhão-tanque e outros 12 veículos deixou seis mortos na BR-277. Pensando nisso, a a Comissão Estadual de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências contra Produtos Perigosos, a R2P2, define na próxima semana novas ações a serem tomadas para evitar acidentes com carga perigosa em rodovias.

> Acidente com explosão de caminhão-tanque envolve 12 veículos na BR-277
> Familiares reconhecem bebê encontrado às margens da rodovia após acidente na BR-277

As estradas que cortam o estado registram um caso a cada cinco dias.

O grupo é coordenado pela Defesa Civil e de acordo com o tenente-coronel Edemilson de Barros dentre as principais medidas a serem adotadas estão ações que impactem tanto a estrutura das rodoviais, como aumentem a fiscalização e conscientização de empresas e motoristas.

De 2004 a 2016 foram 821 acidentes nas rodovias que afetarem 330 mil pessoas em 161 cidades.

A maioria das ocorrências, 118 delas, aconteceu na BR-277 e desse total, 28 foram no final da Serra do Mar. Por isso, segundo o tenente-coronel, o foco principal da comissão é o trecho da rodovia, entre os kms 24 e 40.

Dentre as principais medidas em estudo e que devem ser implantadas estão a construção de uma caixa de escape (já anunciada pela Ecovia) além da adoção de sinalização mais agressiva.

A velocidade é um dos elementos que mais preocupam nesses casos: de acordo com os dados da Defesa Civil 90% dos veículos que se envolvem em acidentes estão acima do limite permitido.

Além da Defesa Civil, compõe a comissão R2P2 a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros, IAP, DER, as concessionárias de pedágio que operam no estado, entre outras instituições.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="375929" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]