Motorista de capotamento que matou bebê fugia após assassinar o avô da criança

Francielly Azevedo


Na madrugada desta quarta-feira (21), um capotamento causou a morte de um bebê de um ano. A primeira informação repassada apontava que integrantes do carro fugiam de uma tentativa de assalto. Mas uma reviravolta no caso terminou na prisão do motorista e um passageiro, após a Polícia Civil de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, descobrir que na verdade eles fugiam após ter assassinado o avô da criança.

De acordo com a Polícia Civil, o pai do bebê, de 24 anos, e o primo dele, de 39 anos, teriam assassinado o avô da criança, de 37 anos, a pauladas e facadas horas antes do acidente. A polícia acredita que os suspeitos fugiam do local do crime quando o capotamento aconteceu.

“No local do crime de homicídio, o motorista e seu primo desferiram diversos golpes contundentes (pauladas) e perfuro cortantes (facadas) contra a vítima, em razão de anterior desavença entre eles. Em seguida, todos empreenderam fuga do local, de carro, acabando por capotar o veículo”, diz a Polícia Civil de Rio Branco do Sul.

Além dos dois, estavam no veículo o bebê, que morreu no local, e a esposa do motorista e mãe da criança, de 18 anos. A jovem está internada em estado grave. O carro pegou fogo depois de capotar.

Os dois homens, que também ficaram feridos no acidente, foram presos em flagrante no Hospital Evangélico de Curitiba. Eles vão responder por homicídio doloso qualificado. Além disso, o motorista será indiciado por homicídio culposo (pela morte do bebê) e lesão corporal culposa na direção de veículo (contra esposa e primo).

A faca e pedaços de pau usados no crime também foram apreendidos. Na delegacia, o condutor do carro confessou os crimes.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.