Motorista de van que levava 10 crianças à escola é flagrado bêbado no Paraná

Redação

motorista van escolar bêbado multa carteira paraná

Um motorista de van escolar que transportava 10 crianças em Londrina, na região norte do Paraná, flagrado dirigindo bêbado e com a carteira de habilitação vencida durante a manhã desta segunda-feira (9). Ele foi abordado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-369 e levou 10 multas, que somadas chegam ao valor de R$ 7,4 mil.

O homem de 39 anos aceitou fazer o exame do bafômetro, que apontou 0,09 miligrama de álcool por litro de ar expelido. O patamar não caracteriza crime, mas constitui infração de trânsito. A multa é de R$ 2.934 e suspende o direito de dirigir por um ano. Ao ser questionado pelos policiais, ele confessou ter consumido bebidas alcoólicas na noite anterior, mas não especificou o produto e nem a quantidade.

A ação, no âmbito da Operação Volta às Aulas, constatou também que a carteira de habilitação do motorista não era compatível com o micro-ônibus o qual conduzia. A van ainda estava com o tacógrafo – equipamento que registra a velocidade e a distância percorrida – sem aferição do Inmetro e sem faixas refletivas, que são obrigatórias. Para completar, algumas das crianças estava sem cinto de segurança, infringindo mais uma lei.

A PRF alerta aos pais – ou responsáveis – que verifiquem o estado dos veículos e as condições dos motoristas que prestam esse tipo de serviço.

EXIGÊNCIAS LEGAIS PARA DIRIGIR TRANSPORTE ESCOLAR

O condutor de veículo de transporte escolar deve ter, no mínimo, 21 anos de idade e ser habilitado nas categorias D ou E. Além disso, precisa possuir curso específico para exercer a atividade, ministrado por instituição credenciada pelo Detran, e não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima, ou ser reincidente em infrações médias, nos últimos 12 meses.

O veículo também deve estar regularizado com autorização para o trânsito de transporte escolar afixada em local visível, faixa com inscrição ‘escolar’ nas laterais e na traseira; tacógrafo e cinto de segurança igual à lotação do veículo.

Denúncias de veículos em situações clandestinas que transitem em rodovias federais, ou que não cumpram os requisitos legais, podem ser feitas pelo 191, telefone de emergência da PRF.

Previous ArticleNext Article