Motoristas e cobradores de Araucária paralisam as atividades

Da CBN CuritibaOs motoristas e cobradores da empresa Tindiquera, que atende linhas urbanas e rurais de Araucária, na reg..

Mariana Ohde - 24 de outubro de 2016, 07:40

Da CBN Curitiba

Os motoristas e cobradores da empresa Tindiquera, que atende linhas urbanas e rurais de Araucária, na região metropolitana, entraram em greve nesta segunda-feira (24). Cerca de 400 trabalhadores paralisaram as atividades às 5h.

A greve acontece porque a empresa não quitou, segundo o sindicato que representa motoristas e cobradores (Sindimoc), os vales salariais previstos para a última sexta-feira (21). Ainda na sexta-feira, a categoria fez uma assembleia e decidiu pela greve a partir de hoje em caso de não pagamento.

Ainda conforme o sindicato, a empresa vem atrasando vales e salários há alguns meses. Em setembro, pagaram o vale salarial com sete dias de atraso.

O adiantamento salarial dos trabalhadores está previsto em convenção coletiva, é de 40% dos salários e deveria ser pago até o dia 20 de cada mês.

O Sindicato das Empresas dos Ônibus de Curitiba e Região informou em nota que a Companhia Municipal de Transporte Coletivo Araucária, órgão que gerencia o sistema, promoveu alteração na foram de pagamento à empresa, reduzindo o valor do quilômetro rodado.

Ainda segundo o sindicato, a Companhia não realiza os repasses em dia. O último pagamento parcial foi feito no dia 29 de setembro, de acordo com o sindicato. A nota afirma ainda que a Companhia deve à Viação Tindiquera mais de R$ 5,9 milhões em serviços realizados e não pagos.

A Companhia Municipal de Transporte Coletivo Araucária ainda não se posicionou sobre o assunto.