Motoristas e cobradores podem paralisar atividades em Foz

Fernando Garcel


Os motoristas e cobradores do transporte coletivo de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, podem paralisar os serviços a partir desta terça-feira (29). Os trabalhadores decidiram que cruzariam os braços em assembleia no Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários, no dia 15 de junho. Por dia, cerca de 55 mil pessoas usam o transporte coletivo na cidade.

Entre as reivindicações, a categoria pede o reajuste salarial de 9,82%, a data base, e outras problemáticas relacionadas a inflação acumulada no último ano, além do fim do acúmulo de função de motoristas que precisam cobrar passageiros em micro-ônibus. De acordo com o sindicato, as empresas de transporte do município não demonstraram interesse em negociar com os trabalhadores.

Em assembleia, os trabalhadores do consórcio Sorriso, Transportes Urbanos Balan, Expresso Vale do Iguaçu LTDA, transporte coletivo urbano e linhas urbanas internacionais e intermunicipais decidiram que vão paralisar as atividades nesta terça, a partir das 9h.

Para que a população não seja prejudicada, assim como determina a Lei da Greve, uma frota mínima, correspondente a 30% dos trabalhadores, deve manter a circulação dos ônibus pela cidade.

Na última greve, em dezembro do ano passado, a categoria protestou contra a modernização do sistema de bilhetagem e integração no transporte do município por temer uma onda de demissões.

 

Previous ArticleNext Article