Motoristas em acostamento dificultam passagem de socorro para acidente

Narley Resende


Um vídeo divulgado nesta quinta-feira (29) mostra a dificuldade enfrentada por socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para chegar a um local de acidente na região de Curitiba. Veículos no acostamento bloquearam a passagem da ambulância, o que atrasou a chegada do socorro a um motorista que estava preso nas ferragens.

O motorista morreu. O acidente aconteceu no Contorno Leste de Curitiba (BR-116), na tarde dessa quarta-feira (28), após um colisão entre dois caminhões no km 106, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, pouco antes da saída para a BR-376, principal acesso de Curitiba ao litoral de Santa Catarina. O caminhão que ele dirigia, carregado com produto inflamável, bateu na traseira de uma carreta carregada com fertilizante.

A rodovia ficou totalmente bloqueada no sentido São Paulo em dois momentos ao longo do dia, causando congestionamento de 30 quilômetros. No primeiro, por volta das 15h, a Polícia Rodoviária Federal isolou a área ao constatar a presença de carga perigosa. O motorista do caminhão estava preso nas ferragens, em estado grave.

Socorristas do Samu demoraram o dobro do tempo previsto para chegar ao local do acidente por causa dos veículos que ocuparam o acostamento. Quando o socorro chegou, o motorista ainda estava vivo, mas morreu dentro da ambulância.

Um dos socorristas gravou um vídeo do momento que a ambulância tentava passar por vários carros que tentavam ‘furar’ a fila do congestionamento.

[insertmedia id=”-FL6qMy8QT8″]

À rádio Banda B, o socorrista que fez as imagens desabafou. “Hoje, no acidente grave entre dois caminhões tivemos bastante dificuldade para chegar até a ocorrência por causa de pessoas bloqueando o acostamento e dificultando a nossa passagem. No local em que condutor do caminhão veio a óbito, talvez se tivéssemos passagem livre teríamos salvo essa vida”, lamentou.

Dirigir pelo acostamento é considerado infração gravíssima e prevê a perda de 7 pontos na carteira. A multa para quem comete este tipo de falta é de pelo menos R$ 293,47.

A rodovia voltou a ser totalmente bloqueada às 19h, para o transbordo da carga inflamável, e só foi liberada às 23h.

Acidente no Contorno Leste
Divulgação / PRF-PR
Acidente no Contorno Leste
Divulgação / PRF-PR
Acidente no Contorno Leste
Divulgação / PRF-PR

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="406069" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]