Motoristas passam a madrugada na “fila da esperança”

Lucian Pichetti - CBN Curitiba


Dois caminhões, cada um com 30 mil litros de gasolina, encheram o reservatório de um posto de combustíveis que fica na Rua Guilherme Pugsley, a rápida sentido centro, no Água Verde. Viaturas da polícia militar escoltaram as carretas, no início da noite, desde a refinaria da Petrobrás, em Araucária. O combustível é exclusivo para abastecer veículos do Governo do Paraná, como viaturas das polícias militar e civil e ambulâncias. Mesmo assim, uma fila enorme de carros e motos se formou na rápida. Desesperados, os motoristas pressionavam o dono do posto a liberar as bombas.

Depois que os caminhões tanque foram embora o empresário deu a notícia que ninguém ali queria ouvir. Ele não iria vender o combustível a população.

Mesmo assim muitas pessoas continuaram na fila da esperança, como o técnico de obra Almir Gandin. “Eu tô na fila na esperança, vamos ver se liberam esse combustível pra gente”, disse.

Assessor de gabinete Éder Jardim veio com o galão na mão. “Esperança de encher o galão. Não tem previsão de abrir o posto para nós, só viaturas oficiais. O tanque do meu carro tá zerado, a esperança é encher o galão pra voltar com o carro aqui”, afirmou.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="526372" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]