33 pessoas com envolvimento em facção são condenadas

Os réus foram condenados por crimes como sequestro qualificado por grave sofrimento físico, tráfico de drogas e falsificação de documento público

Redação - 08 de julho de 2022, 14:28

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

33 pessoas foram condenadas por participar de uma organização criminosa que atua em diversos estados. A maior pena foi de 46 anos e 10 meses de prisão, em regime fechado, foi aplicada a um dos líderes da facção. 

A decisão foi do Juízo da 3ª Vara Criminal de Londrina, na região norte do Paraná, após denúncia do Ministério Público, por meio da 16ª Promotoria de Justiça de Londrina.

Todos os investigados foram alvos no Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Maranhão durante uma operação no início de 2020.

Os réus foram condenados por crimes como participação em organização criminosa, sequestro qualificado por grave sofrimento físico (em razão de espancamento), tráfico de drogas, associação para o tráfico e falsificação de documento público. Ainda cabe recurso.

INVESTIGAÇÃO

Deflagrada em fevereiro de 2020, a Operação Irmandade é conduzida pelo MPPR em conjunto com a 4ª Companhia Independente de Polícia Militar de Londrina.

No curso das investigações, ainda em 2020, houve o cumprimento de 47 mandados de busca e apreensão e 29 de prisão preventiva em oito cidades (seis no Paraná, uma no Maranhão e outra na capital paulista).