MP denuncia ex-BBB por embriaguez ao volante e outros crimes

William Bittar - CBN Curitiba

alemão trio extorsão

O ex-BBB Diego Gásquez, mais conhecido como Diego Alemão, foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) pelos crimes de embriaguez ao volante, lesão corporal, desacato e ameaça.

A denúncia foi feita pelo promotor de Justiça da 1ª Promotoria de Justiça de Delitos de Trânsito de Curitiba, Fábio Andrades Gameiro, nesta segunda-feira (26) e é referente a um acidente de trânsito causado pelo ex-BBB, em Curitiba, no dia 18 de abril.

Diego Alemão chegou a ser preso pela Polícia Civil no mesmo dia do acidente, mas foi solto no dia seguinte, após pagar fiança de R$ 7 mil.

O acidente aconteceu na Rua Alencar Guimarães , no bairro Santa Quitéria. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Diego Alemão estava embriagado quando bateu no veículo do motorista de aplicativo Fábio Reis Rosário.

O ex-BBB teria feito um depósito de R$ 4 mil pelos danos no veículo, no entanto, o motorista falou que ligaria para a polícia para registrar o boletim de ocorrência.

Neste instante, Diego Alemão teria proferido socos e chutes contra Fábio Rosário.

Já no dia 22 de abril, três pessoas foram presas suspeitas de tentar extorquir o ex-BBB. Segundo a polícia, eles procuraram a defesa de Diego Alemão para pedir R$ 50 mil para não divulgar novos vídeos do acidente.

Os três, sendo dois advogados, foram soltos dois dias depois e em julho, o Ministério Público do Paraná decidiu pelo arquivamento do inquérito.

Em nota, o advogado Ygor Salmen, responsável pela defesa dos advogados, afirmou que “os inocentes advogados foram ‘queimados em praça pública’, tiveram suas honras maculadas, suas imagens e nomes foram amplamente divulgados, mas, no fim, SEMPRE foram inocentes”.

Um contato com a defesa de Diego Alemão foi realizado, mas até a publicação da reportagem não houve retorno.

Previous ArticleNext Article