MP denuncia sete policiais por mortes de suspeitos de roubo de veículo

Redação


Sete policiais militares que teriam participado dos homicídios de duas pessoas suspeitas de envolvimento em roubo de veículo foram denunciados, nesta segunda-feira (16), pelo Ministério Público do Paraná, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). O crime ocorreu no dia 26 de julho deste ano, em Curitiba.

Conforme a denúncia, após serem acionados para atender a ocorrência do roubo de um carro no Centro Cívico, os agentes públicos iniciaram uma perseguição aos suspeitos que, no bairro Pilarzinho, colidiram contra um poste.

“Duas pessoas assaltaram um veículo nas proximidades da Cândido de Abreu. Três equipes da Polícia Militar receberam a informação deste assalto via rádio. Por meio do proprietário do veículo, que estava monitorando o deslocamento, receberam a indicações de que o veículo estava sendo conduzido à Rodovia dos Minérios. O certo é que, no Pilarzinho, o carro ocupado pelos suspeitos bateu e a as equipes da polícia chegaram a seguir e agiram precipitadamente e em desconformidade com a lei”, pontuou o promotor Leonir Batisti, coordenador do Gaeco.

Os policiais efetuaram 33 disparos contra dois homens que estavam no veículo, mesmo eles tendo deixado o carro com as mãos para cima. Uma das vítimas, segundo o MP, sequer tinha participado do roubo.

Ao oferecer a denúncia, o Ministério Público também pediu à Justiça o afastamento do tenente que estava à frente da operação, destacando que ele “agiu de forma contrária às expectativas sociais sobre a função do policial militar e à formação profissional recebida para defesa da sociedade; revelando que no exercício de seu mister, ao invés de proteger a sociedade, colocou-a em risco, havendo justo receio de que possa vir a praticar novas infrações penais da mesma natureza ou de natureza semelhante quando no exercício da função”.

Previous ArticleNext Article