MP denuncia empresário envolvido na morte de funcionária de supermercado em Araucária

Jorge de Sousa

Empresário acusado de matar funcionária de supermercado vira réu por homicídio

O MPPR (Ministério Público do Paraná) denunciou nesta quinta-feira (14) o empresário Danir Garbossa pelos crimes de homicídio, lesão corporal e infração de medida sanitária, após Garbossa se envolver em briga que vitimou Sandra Ribeiro, funcionária de um supermercado em Araucária, Região Metropolitana de Curitiba.

Garbossa se recusou a seguir protocolo de segurança em meio a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) ao não utilizar uma máscara ao entrar no supermercado.

Um fiscal chegou a oferecer uma máscara descartável, mas foi agredido pelo empresário. Para tentar conter Garbossa, um segurança do supermercado se envolveu em um confronto físico com o homem.

Durante a briga, dois disparos foram feitos com a arma do segurança, sendo que um deles atingiu o pescoço da funcionária, que veio a óbito antes da chegada do socorro médico.

Os procuradores do MPPR decidiram não denunciar o segurança, apontando que ele agiu em legítima defesa, após o empresário tentar roubar a arma.

Garbossa segue preso na Delegacia de Araucária e sua defesa apontou que irá “buscar o reconhecimento dessa gravíssima falha processual. Trata-se de uma questão técnica, infelizmente colocada de forma equivocada, um erro grosseiro, e que nós trabalharemos para corrigir essa desinformação processual”.

Já a defesa da família de Sandra Ribeiro defendeu que “independentemente de quem puxou o gatilho, o responsável pela morte da funcionária do supermercado é o empresário”.

Confira abaixo o vídeo com o momento dos disparos:

Previous ArticleNext Article