MP pede prisão domiciliar para mulher de Foz do Iguaçu que ignorou isolamento e foi a festa de aniversário

Jorge de Sousa

mortes por coronavírus em curitiba, coronavírus, covid-19, casos, mortes, curitiba, casos suspeitos, casos confirmados, sms, secretaria municipal da saúde, prefeitura de curitiba, subnotificação

Uma médica veterinária teve pedido de prisão domiciliar decretado nesta segunda-feira (23) pelo MPPR (Ministério Público do Paraná), por meio da 9ª Promotoria de Justiça da Comarca de Foz do Iguaçu, por descumprir os protocolos de isolamento após ser apontada como caso suspeito do novo coronavírus (Covid-19).

O resultado do teste da mulher posteriormente deu positivo, sendo que a médica continuou – mesmo após recomendação de isolamento, atendendo pacientes em Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu, além de ter participado de uma festa de aniversário com cerca de 200 presentes.

Segundo o despacho assinado pelo promotor de Justiça da comarca, Luis Marcelo Mafra Bernardes da Silva, “a partir da confirmação do resultado positivo para Covid-19, instalou-se grave aflição nas pessoas residentes nas cidades que compõem a comarca, bem como no vizinho Paraguai, pelo fundado temor de disseminação generalizada e em cascata do vírus”.

De acordo com boletim divulgado pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) nesta segunda, Foz do Iguaçu registra quatro casos totais do novo coronavírus. No estado são outras 56 confirmações, além de 1.518 casos suspeitos e 159 descartados.

Previous ArticleNext Article