Ministério Público denuncia por feminicídio delegado suspeito de matar a esposa e a enteada em Curitiba

Redação

expulsão, delegado, policiais, sinclapol, erick busetti, delegado mata esposa em curitiba, delegado mata esposa e enteada feminicídio

O delegado Erick Busetti, suspeito de matar a esposa, Maritza Guimarães, e sua enteada, Ana Carolina de Souza, foi denunciado por duplo feminicídio pelo MPPR (Ministério Público do Paraná) nesta sexta-feira (20).

O crime ocorreu no dia 4 de março, na residência do casal, no bairro Atuba, em Curitiba. O homem teria disparado 13 vezes contra as vítimas de 41 e 16 anos, que morreram abraçadas. Segundo os laudos, Maritza sofreu sete tiros enquanto Ana Carolina foi vítima de seis disparos.

Maritza e Ana Carolina estavam deixando o imóvel, quando Erick teria agredido a menina, quando a mesma pulou nas costas do padrasto para impedir que ele batesse em sua mãe. Na sequência, o delegado efetuou os disparos contra as duas.

Pela morte de Maritza, Erick foi denunciado por homicídio triplamente qualificado (feminicídio, motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima), enquanto que pelo crime contra Ana Carolina, o réu foi denunciado por homicídio duplamente qualificado (feminicídio e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima).

Além disso, o MPPR pediu aumento da pena pela filha do casal, de apenas oito anos de idade, ter presenciado a cena.

Erick confessou o crime e foi preso flagrande, estando detido no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Previous ArticleNext Article