MPPR expede recomendações para Maringá sobre epidemia de dengue

Redação

dengue, aedes aegypti, mortes, morte, casos, casos confirmados, paraná, epidemia, incidência

Durante a pandemia do coronavírus, o MPPR (Ministério Público do Paraná) expediu recomendações sobre a epidemia de dengue para a Prefeitura de Maringá, no noroeste do Paraná.

A recomendação foi dirigida aos secretários municipais de Obras Públicas, de Serviços Públicos e de Educação e à gestão do Núcleo Regional da Secretaria Estadual da Educação.

Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública, divulgado nesta semana, Maringá está entre os municípios paranaenses com maior número de casos suspeitos notificados da doença.

O documento foi encaminhado nesta sexta-feira (15), com recomendações administrativas voltadas ao combate à dengue na cidade.

MPPR PEDE FISCALIZAÇÃO DE OBRAS PARADAS EM MARINGÁ

Nos documentos, o MPPR pede providências e fiscalização nas unidades das escolas municipais e de obras públicas eventualmente paradas por conta das recentes ações de contenção à pandemia do coronavírus.

A intenção da Promotoria é evitar que esses prédios públicos se tornem criadouros para o mosquito da dengue.

Foi indicado pelo Ministério Público prazo de 15 dias para um retorno com informações sobre as medidas adotadas.

Nesta semana, o MPPR também cobrou da Secretaria Municipal de Saúde de Maringá informações sobre as ações e o contingente de fiscalização da dengue no município e se essas medidas foram afetadas pelo enfrentamento à Covid-19.

EPIDEMIA DE DENGUE

Em todo Paraná, conforme o boletim da Sesa, são 167.707 casos confirmados da doença, 10.289 a mais que o balanço anterior, divulgado em 5 de maio.

O último informe confirma ainda dez óbitos por dengue entre os meses de fevereiro e abril e aponta que há 228 municípios em situação de epidemia de dengue – Maringá é um deles.

O levantamento totaliza dados de 28 de julho de 2019 até 9 de maio (Semana Epidemiológica 31/2019 a 19/2020).

Previous ArticleNext Article