MST mantém bloqueio da BR-277 pelo segundo dia

Mariana Ohde


Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) seguem mantendo o bloqueio da BR-277 em Laranjeiras do Sul, no oeste do Paraná. O protesto começou nesta quarta-feira (18), quando policiais militares chegaram na região para cumprir uma ordem de reintegração de posse de uma fazenda em Santa Terezinha do Itaipu. O bloqueio foi montado na altura do quilômetro 468, a oito quilômetros do local do protesto de ontem. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 500 integrantes do movimento estariam no local. A PRF informou que não há previsão de liberação, mas que equipes de policiais permanecem no local.

A fila na manhã desta quinta-feira (19), no sentido Curitiba, chegou a 7 Km.

Praças de pedágio

Três praças de pedágio também foram ocupadas nesta quinta-feira: na BR-277, em Laranjeiras do Sul; na BR-369, em Arapongas; e na BR-376, em Mandaguari. De acordo com informações da PRF, as cancelas estão liberadas nestes locais. Na BR-277, cerca de 500 manifestantes ocuparam as instalações. Nos outros dois protestos, foi registrada a presença de cerca de 200 integrantes do movimento em cada uma das praças.

Reivindicações

O MST divulgou uma carta com as reivindicações do movimento. Os manifestantes pedem, entre outras coisas, que a Secretaria da Segurança Pública do Paraná suspenda imediatamente todas as reintegrações de posse, que seja convocada uma reunião entre o MST, o governador Beto Richa e o Incra e que o Governo Federal assuma o compromisso do assentamento de 10 mil famílias acampadas no Paraná.

Ocupação

Cerca de 4,5 mil pessoas do MST ocupam a fazenda desde o dia 18 de março, para “denunciar desvio de recursos públicos e reivindicar à área para a reforma agrária”. Nesta quarta-feira, cerca de 500 policiais militares tentaram cumprir a ordem de reintegração de posse. A assessoria da PM informou que foi dado um prazo de dois dias para que as famílias retirem os pertences da fazenda. Os sem-terra resistiram à operação da polícia e atearam fogo em dois caminhões na BR-277, na altura do Km 706. A rodovia foi totalmente bloqueada entre às 6h30 e 8h30 para tentar impedir a passagem dos policiais. Cerca de 200 manifestantes do MST protestam contra a ação de reintegração de posse. Os caminhões incendiados são do próprio MST.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal