Mulher é presa suspeita de vender bebidas falsas em distribuidora

Redação e Assessoria


Uma mulher de 25 anos suspeita de vender em sua distribuidora de bebidas, cigarros e bebidas alcoólicas falsificadas, foi presa pela polícia civil no Campo do Santana, no Tatuquara.

De acordo com as investigações, a suspeita da procedência dos produtos aconteceu devido aos valores muito baixos em relação aos comumente realizados no mercado.

A microempresária admitiu que fazia um ano que vendia as mercadorias falsificadas e que tinha conhecimento que era crime. “Em sua distribuidora foram apreendidos 500 maços de cigarros marca Classic e 290 maços de cigarros da marca GIFT, além de dois litros de Whisky, um da marca Black Label e outro da marca Rigael, ambos expostos na prateleira vendidos por R$50 cada sendo que no mercado um original custa R$200”, explica o delegado Gerson Machado, responsável pelo caso.

Também foi apreendida uma quantia de R$ 1,7 mil em dinheiro, que será depositado em conta judicial. As bebidas foram encaminhadas para perícia do Instituto de Criminalística. Os cigarros apreendidos foram encaminhados para o depósito da Receita Federal. Ela responderá pelos crimes de fraude no comércio e descaminho. Ela se encontra presa à disposição da Justiça.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="553749" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]