Mulher morre em UPA enquanto esperava por leito em hospital de Curitiba

Uma mulher de 36 anos morreu na madrugada de domingo (9) na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Boqueirão, na região sul..

Redação - 10 de fevereiro de 2020, 15:29

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas Boqueirão reabriu para atendimento ao público nessa sexta-feira (09), a partir das 9 horas, depois de quatro meses fechada para uma ampla reforma. O prefeito Gustavo Fruet visitou a unidade nessa sexta feira(9).
Foto Everson Bressan/SMCS
Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas Boqueirão reabriu para atendimento ao público nessa sexta-feira (09), a partir das 9 horas, depois de quatro meses fechada para uma ampla reforma. O prefeito Gustavo Fruet visitou a unidade nessa sexta feira(9). Foto Everson Bressan/SMCS

Uma mulher de 36 anos morreu na madrugada de domingo (9) na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Boqueirão, na região sul de Curitiba, enquanto aguardava a transferência para um hospital. Segundo a Prefeitura, a situação dela era "prioritária", mas não havia leito disponível para ela.

Segundo a administração pública, ela necessitava de um leito especial com ventilação e acomodação diferenciada.

Ela foi admitida na UPA na última quinta-feira (6), por quadro de insuficiência respiratória, doença renal crônica, insuficiência cardíaca e doença pulmonar crônica, problemas relacionados à obesidade mórbida e ao tabagismo. Além de ter sido considerada uma paciente com estado grave, como foi de conhecimento dos familiares, ela teve uma piora progressiva. Isso levou uma atualização da UPA para priorizar um leito para terapia intensiva.

"Lamentamos que todos os esforços da Secretaria Municipal de Saúde em estabilizar o quadro grave da paciente com histórico de doenças graves que culminaram no insucesso de sua melhora", completou a nota divulgada pela prefeitura.