Ataque em Guarapuava: 'não houve êxito na ação', afirma Sesp

Durante a fuga, os criminosos capotaram dois carros e abandonaram armas de calibre .50 e fuzis, todos de uso restrito.

Redação - 18 de abril de 2022, 10:59

Novo 0
Novo 0

A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) atualizou na manhã desta segunda-feira (18) as informações sobre o ataque de uma quadrilha à uma empresa transportadora de valores em Guarapuava, na região Central do estado. De acordo com o secretário de estado da segurança pública, Coronel Romulo Marinho Soares, a ação criminosa foi frustrada pelas forças de segurança.

"Tivemos uma quadrilha fortemente armada em Guarapuava ontem à noite, tentando acessar a empresa Proforte. Policiais militares que estavam em patrulhamento na cidade no feriado de Páscoa perceberam a movimentação e tentaram de todas as formas evitar a ação, tanto que dois policiais foram feridos. A cidade foi pega de surpresa, a gente lamenta isso, mas eles não levaram nada da Proforte", afirmou o secretário.

De acordo com o Coronel Romulo, o plano de contingência das forças de segurança funcionou de maneira adequada e foi fundamental para impedir o plano dos criminosos. "O plano de contingência que existe da policia funcionou de forma adequada, tentando neutralizar os veículos envolvidos nas entradas e saídas de Guarapuava e os levando à área rural. Não houve falha (do trabalho de inteligência). Tanto é verdade que eles não lograram êxito na ação criminosa. Foi uma surpresa muito positiva e o plano de contingência funcionou", completou.

CARROS E ARMAMENTOS ABANDONADOS

De acordo com a Sesp, cerca de 30 homens com vasto poder de fogo participaram do ataque à Proforte em Guarapuava. Eles utilizaram oito veículos na ação, incluindo carros blindados, e queimaram veículos na tentativa de impedir o trabalho policial.

Após abandonarem a cidade, os criminosos foram perseguidos pela polícia e, durante a fuga, capotaram dois carros nas imediações do distrito de Palmeirinha. Eles também deixaram para trás duas armas de calibre .50 e sete fuzis, todos de uso restrito.

Ao todo, seis carros usados na tentativa de assalto foram localizados, segundo a Polícia Militar. A polícia segue com as buscas por toda a região.