Apesar das chuvas, níveis de reservatórios de água da Grande Curitiba não se recuperaram

Redação

água, curitiba, região metropolitana, estiagem, reservatórios, níveis, nível, saic, sanepar, rodízio, racionamento

Apesar das chuvas que caíram nos últimos meses nos reservatórios de água de Curitiba e Região Metropolitana, os níveis ainda não se recuperaram. A recomendação ainda é de cautela frente à escassez hídrica.

O volume de precipitação no período de novembro a janeiro elevou os níveis para 47,57%, índice que ainda fica abaixo de 60%, um número considerado estratégico e seguro para que haja qualquer modificação no sistema de rodízio.

De acordo com o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná), a explicação é que apesar do grande volume de chuvas, principalmente em janeiro, os rios que formam os mananciais de abastecimento foram poucos beneficiados. Ou seja, a água atingiu outras áreas dos municípios.

O cenário aponta uma recuperação lenta nos níveis dos reservatórios da região norte do Paraná e região metropolitana de Curitiba, porém, ainda é tímido para chegar aos níveis considerados normais de escoamento de água.

A Sanepar reafirma a necessidade de manutenção do rodízio, considerando também que o déficit hídrico acumulado no último ano ainda não foi superado.

Além disso, reforça a importância do uso racional da água por parte da população, principalmente num cenário de altas temperaturas em que pode haver uma tendência para consumo maior de água.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="743467" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]