9 mil internações no Paraná são causadas por acidentes no trânsito

Andreza Rossini


Do Metro Jornal Curitiba

Ao longo do último ano, o estado do Paraná registrou 9.306 internações feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) relacionadas a acidentes de trânsito, segundo informam dados da Secretaria de Estado da Saúde.

O Detran-PR registrou que 61.200 veículos foram envolvidos em acidentes no ano. Dentre estes casos, 16.481 correspondem a jovens entre 18 e 29 anos que dirigiram após o consumo de álcool.

Em entrevista ao Metro Jornal, o diretor de política de urgência e emergência da Secretaria de Saúde, Vinícius Filipak, contou que as principais causas destes acidentes estão relacionadas a falhas humanas, como excesso de velocidade, dirigir sob efeito de álcool ou ao uso do celular. “O mecanismo mais efetivo é o motorista se conscientizar da grande responsabilidade que é conduzir um carro. Transitar sem atenção pode causar acidentes fatais para si próprio e para outras pessoas. Dependendo da gravidade do acidente, a chance de óbito é muito grande, mesmo com todo os recursos médicos que podem ser oferecidos”.

Segundo Filipak, entre 2011 e 2016 houve uma queda de 20% no número de óbitos no trânsito, diferente do índice de acidentes, que não obteve uma redução significativa. O diretor também informa que, nestes acidentes, aproximadamente metade das pessoas morreram no local devido às graves lesões causadas, e também aponta que a segunda metade destes óbitos ocorreram horas ou semanas depois do acidente. Para estes, houve uma redução de 28% na taxa de mortalidade.

Dirigir sob o efeito de álcool ou manusear o telefone celular na direção são infrações que provocam não somente graves acidentes, mas também a aplicação de multas, a suspensão da carteira de habilitação e, dependendo do caso, a prisão do motorista.

Previous ArticleNext Article