Vereador e soldado brigam durante desfile de aniversário de Maringá

Metro Maringá

A briga aconteceu após uma discussão sobre política.

O vereador Mário Verri (PT) e o soldado Roberto Pessutti, do 4º Batalhão de Polícia Militar em Maringá, agrediram-se ontem de manhã (14), na praça Deputado Renato Celidônio, depois de uma discussão sobre política.

A briga ocorreu durante o desfile em comemoração aos 71 anos de Maringá. O soldado fez um boletim de ocorrência por agressão contra o parlamentar. Ele relatou que levou um tapa no rosto e revidou com um soco que acertou a boca de Verri.

O bate-boca que precedeu as agressões físicas foram em torno do PT e do juiz Sérgio Moro. Pessutti estava com um grupo de pessoas ligadas ao partido Patriotas que fazia uma homenagem ao juiz federal.

“Começamos a brincar com ele [vereador], para tirar uma foto. Ele disse que não queria por ser uma pessoa séria. Não faltei com respeito com ele, simplesmente que aquilo [um totem de Sérgio Moro] era um espanta petista e ele me deu um tapa no rosto”, disse Pessutti.


O vereador fez uma queixano 4º  BPM contra o soldado. Ele afirmou que foi hostilizado pelo grupo, principalmente por Pessutti. “É absurda a maneira na qual fui tratado. Ficou me provocando, falando que todo petista é ladrão e bandido. Fiquei muito mal por ter feito isso [tapa no rosto do soldado], mas há momentos que a gente não aguenta”, afirmou Verri.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook