Nova Ferroeste: audiências públicas começam nesta segunda (16)

Projeto prevê uma nova ferrovia que liga as cidades de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, e Paranaguá, no litoral do Paraná.

Redação - 15 de maio de 2022, 14:26

Foto: José Fernando Ogura/AEN
Foto: José Fernando Ogura/AEN

As audiências públicas da Nova Ferroeste começam nesta segunda-feira (16). De acordo com o Governo do Estado, as audiências realizadas pelo Ibama para apresentar resultados do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) do projeto ocorrerão em sete cidades, começando por Dourados, no Mato Grosso do Sul.

O município sul-mato-grossense fica a 90 quilômetros de Maracaju, ponto de partida da estrada de ferro que vai percorrer oito cidades do estado vizinho e 41 do Paraná, até chegar ao Porto de Paranaguá, no Litoral.

As audiências públicas são etapas do processo de licenciamento ambiental prévio do projeto. Além de Dourados, nesta semana estão programados outros dois encontros, desta vez no Paraná: quarta-feira (18) em Guaíra e em Cascavel, no dia seguinte.

Em seguida, acontecem as audiências de Paranaguá (23), São José dos Pinhais (24), Guarapuava (26) e Irati (27).

COMO ACOMPANHAR AS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS

Todas as sete audiências públicas da Nova Ferroeste podem ser acompanhadas por meio do site https://www.audienciasnovaferroeste.com.

Conforme o Governo do Estado, até a última quinta-feira (12) os canais de comunicação do projeto haviam recebido 4.500 acessos, com e sem interação, como envio de perguntas ou inscrição para o transporte gratuito ou agendamento da transmissão ao vivo das reuniões.

As opções de contato passam por um número de 0800, mensagens por WhatsApp e o site oficial. Mais de 70% da procura ficou concentrada no site, onde estão disponibilizados os resultados que serão objeto de discussão nos encontros.

A população dos 49 municípios do traçado também pode optar pelo transporte gratuito para ir até os locais previstos das reuniões. O maior volume de pedidos até o momento é para as audiências de Dourados (MS), Cascavel e Paranaguá.

“É de fundamental importância a sociedade contribuir com o processo de licenciamento desse projeto de infraestrutura que vai influenciar a vida de milhões de brasileiros nas próximas décadas”, destaca o coordenador do Plano Estadual Ferroviário, Luiz Henrique Fagundes.

VISTORIA DE TÉCNICOS

Como parte do processo de licenciamento, três funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) desembarcam em Foz do Iguaçu neste domingo (15) e também têm agendas no Estado na semana que vem. De lá eles partem de helicóptero para Cascavel e Guarapuava, onde realizam a primeira etapa de uma vistoria técnica.

Segundo Fagundes, esta fase completa o processo ambiental. “É nessa visita que o Ibama confronta os dados que foram apresentados nesse imenso estudo, com mais de 3 mil páginas. No sobrevoo eles terão contato visual com toda área prevista para a passagem dos trilhos, o que permite uma análise integral de tudo que estamos licenciando”, explica.

Eles ainda sobrevoam o trecho entre Cascavel e Maracaju, passando por Guaíra. “Eles vão passar por praticamente todo o traçado para ter uma visão mais clara dos impactos positivos e negativos do empreendimento”, completa.

Confira a lista com datas, locais e municípios envolvidos nas audiências:

16/05 – Dourados

Maracaju, Itaporã, Caarapó e Amambai.

18/05 – Guaíra

Iguatemi, Eldorado, Mundo Novo, Nova Santa Rita e Terra Roxa.

19/05 – Cascavel

Maripá, Toledo, Assis Chateaubriand, Tupãssi, Vera Cruz do Oeste, Santa Tereza do Oeste, Medianeira, MAtelândia, Céu Azul, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Catanduvas, Campo Bonito, Ibema, Nova Laranjeiras e Guaraniaçu.

23/05 – Paranaguá

Morretes.

24/05 – São José dos Pinhais

Balsa Nova, Contenda, Lapa, Araucária, Mandirituba e Fazenda Rio Grande.

26/05 – Guarapuava

Laranjeiras do Sul, Cantagalo, Marquinho, Goioxim, Candói e Inácio Martins.

27/05 – Irati

São João do Triunfo, Fernandes Pinheiro e Porto Amazonas.