Número de atendimentos no Albergue de Maringá cresce 183% em dois meses

Por Ricardo Lopes, Metro MaringáO atendimento aos moradores de rua no Albergue Santa Luiza de Marillac de Maringá cresce..

Mariana Ohde - 14 de fevereiro de 2017, 08:34

Por Ricardo Lopes, Metro Maringá

O atendimento aos moradores de rua no Albergue Santa Luiza de Marillac de Maringá cresceu 183% em pouco mais de dois meses. O crescimento se deu, segundo a nova direção, por causa da mudança da administração da entidade ocorrida em dezembro do ano passado.

A mudança aconteceu após uma intervenção da Justiça, por meio do Ministério Público, que apura denúncias de irregularidades na antiga administração da entidade. O processo ainda segue tramitando na Justiça.

“O primeiro passo que tomamos foi abrir a casa para atendimento mais completo. A administração passada fechava para esses 30 atendimentos, hoje trabalhamos com a capacidade da casa, de 85 pessoas”, explica o coordenador do albergue, frei Tarcísio Marchini.

A Justiça determinou que o Albergue fosse administrado novamente pela Igreja Católica, que fundou a entidade em 1959. “A Casa não fazia mais atendimento à população de rua, que por exemplo, queria almoçar, jantar e tomar banho. Hoje, essas pessoas voltaram para atendimento aqui. Servimos diariamente o café da manhã, almoço e jantar”, completou Marchini.

Para manter-se, o Albergue conta com um repasse da prefeitura e apoio de doações de alimentos, roupas, produtos de limpeza e dinheiro. Para aumentar a receita, foi reativado o telemarketing. O telefone para quem quiser entrar em contato e colaborar é o: 44-4001 1400 e atende de segunda à sexta-feira das 8h às 14h.

“Convidamos a população a conhecer o Albergue e colaborar com o nosso trabalho. Toda ajuda será bem recebida”. Todas as quintas-feiras às 6h30 e aos domingos às 8h30 são celebradas missas na capela do Albergue. Há também um grupo de oração que funciona às quintas-feiras às 20h.