Número de imigrantes em Curitiba quase triplica na última década

O número de estrangeiros em Curitiba quase triplicou nos últimos dez anos. Só na capital, foram 1.059 trabalhadores estr..

Lorena Pelanda - 21 de agosto de 2018, 07:08

(Foto: Valdecir Galor/SMCS)
(Foto: Valdecir Galor/SMCS)

O número de estrangeiros em Curitiba quase triplicou nos últimos dez anos. Só na capital, foram 1.059 trabalhadores estrangeiros no mercado de trabalho formal nas últimas décadas, contra 3.464 entre 2007 e 2016. Desse número total, 1.911 atuavam no setor de serviços, depois em comércio, indústria e construção civil.

Quase 40% dessa população era formada por haitianos, mas há também argentinos, paraguaios, portugueses, chilenos e venezuelanos que vêm para a cidade em busca de uma vida melhor.

Os dados estão em um levantamento do Ministério do Trabalho.

O diretor presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), Júlio Suzuki Júnior, a capital paranaense sempre foi um atrativo. “Curitiba, pelo desenvolvimento econômico e pelo planejamento urbano é uma cidade que sempre atraiu muitos estrangeiros. Além dos haitianos, houve uma quantidade expressiva de estrangeiros de países desenvolvidos que vieram para a cidade para trabalhar em empresas aqui”, afirma o diretor.

Dados da Fundação de Ação Social (FAS) mostram que 379 estrangeiros foram atendidos na Casa da Acolhida e do Regresso no ano passado. Até maio deste ano já passaram pelo local 176.

Um mapeamento do perfil desse trabalhador mostra que eles são na maioria do sexo masculino, tem entre 30 e 39 anos e mais de 50% tem ensino médio completo. Os trabalhos que mais tiveram colocações de estrangeiros foram de faxineiro e de auxiliar de serviços de alimentação.