Número de mortes por afogamentos aumenta 38% no Paraná

Andreza Rossini


O número de mortes por afogamento no Paraná registrou alta de 38% nos primeiros quatro meses deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 29 casos de mortes, oito a mais do que em 2015. Entre janeiro e abril, cinco pessoas perderam a vida devido a afogamentos apenas em Curitiba e Região Metropolitana. Apensar dos casos fatais terem registrado alta, o número total de casos registrou queda de 2,5%.

De acordo com o Corpo de Bombeiros o calor fora de época registrado no início deste ano pode ter contribuído para o aumento de casos mais graves. Sete das 29 mortes aconteceram durante o feriado prolongado de Tiradentes, entre os dias 20 e 24 de abril.  Os casos de mortes no início deste ano se iguala aos casos de 2014.

Os bombeiros alertam para que a população procure locais que sejam supervisionados por salva-vidas. Rios, cavas e represas, onde a maioria das mortes são registradas, não são locais indicados para lazer pelo corpo de bombeiros. Eles ainda explicam que a orientação para quem presencia um afogamento é acionar o 193 e aguardar no local para orientar os bombeiros, sem entrar na água por correr o risco de se afogar junto com a vítima.

Previous ArticleNext Article