Ocorrências com escorpião aumentam 58% em Maringá

Fernando Garcel


Redação com Eduardo Xavier | Metro Jornal Maringá

As ocorrências com escorpiões neste ano em Maringá aumentaram 58% em relação a 2016. O município montou um plano de controle ao animal, vem mapeando regiões e desenvolve ações educativas e preventivas. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, entre janeiro e a última segunda-feira, 119 pessoas foram picadas por escorpiões. No ano passado, o número chegou a 75.

O bairro com maior incidência é o Jardim Alvorada, com 24 ocorrências neste ano; 12 em 2016; e nove em 2015. O segundo é o Jardim Monte Rei: 12 casos em 2017 e 5 ano passado. Neste ano, chegaram ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) 519 reclamações de moradores sobre escorpiões. Deste total, 196 foram queixas de escorpião-amarelo, o mais peçonhento. No período, o órgão coletou 152 animais. “O escorpião, com o calor intenso, sempre procura locais úmidos e frescos. Ele só ataca se tiver algum contato”, disse Janete Veltrini Fonzar, gente do CCZ.

Segundo a gerente, o Plano Municipal de Controle de Escorpiões dá prioridade a espaços públicos que estão sendo mapeados. E os agentes de controle da dengue de do PSF (Programa Saúde da Família) estão aptos a desenvolver ações educativas com a população. Em Maringá, quem for picado por animal peçonhento pode procurar atendimento nas UBS (Unidades Básicas de Saúde), nas duas UPA (Unidades de Pronto Atendimento), prontos-socorros particulares e o HU (Hospital Universitário), que é a referência nesse tipo de procedimento.

> Menina de 5 anos morre por picada de escorpião
> Calor provoca infestação de escorpiões em Curitiba
> Saiba como agir em casos de acidentes com animais peçonhentos

Alvorada

Nesta quarta-feira, equipes do CCZ, da Semusp (Secretaria de Serviços Públicos) e de uma empresa de engenharia vão fazer o recolhimento, a partir das 8h, de entulhos que moradores de nove quarteirões nas proximidades da avenida Lucílio de Held, no Jardim Alvorada, colocarem na calçada. Escorpiões se escondem em entulhos, sob pedras, mato, lixo, tijolos, telhas e frestas em residências. A limpeza dos quintais é uma ação importante para evitar o aparecimentos dos bichos

Previous ArticleNext Article