Cidades do Oeste e Sudoeste do Paraná estão sem energia elétrica após temporal

O temporal que atingiu o Paraná na quinta-feira (25) causou estragos na rede elétrica que abastece municípios das regiõe..

Redação - 26 de novembro de 2021, 14:01

Equipes da Copel trabalham na recomposição de rede elétrica após temporal - - Curitiba, 26/11/2021 - Foto: Copel
Equipes da Copel trabalham na recomposição de rede elétrica após temporal - - Curitiba, 26/11/2021 - Foto: Copel

O temporal que atingiu o Paraná na quinta-feira (25) causou estragos na rede elétrica que abastece municípios das regiões Oeste e Sudoeste do estado. De acordo com a Copel, 11,7 mil imóveis seguem com o fornecimento elétrico interrompido nesta sexta-feira (26).

Conforme a companhia, os danos na rede elétrica causados pela chuva seguida de raios e ventos fortes chegaram a interromper simultaneamente o fornecimento de energia a 64 mil domicílios destas regiões.

Em Cascavel, 2,7 mil mil imóveis estão sem energia. A maioria das ocorrências está em áreas rurais, e representam 1,7% das ligações atendidas no município. Das 535 emergências para atendimento na cidade e adjacências, boa parte está localizada no distrito de Rio do Salto e nas comunidades Salto Portão, Espigão Azul, Guavirá, Refopaz e São Salvador. Na saída para Boa Vista da Aparecida, um trecho teve dois postes quebrados em um morro com acesso bastante difícil, em que as equipes de obras precisarão atuar.

Em Marechal Cândido Rondon são 759 domicílios desligados, principalmente devido a cabos rompidos na área urbana. No Sudoeste, Coronel Domingues Soares tem 800 domicílios sem luz e em Pérola do Oeste são cerca de 600 domicílios desligados, a maioria em áreas rurais.

“Tivemos muitos pontos com galhos e cascas de árvores sobre as redes. Estamos com todo nosso contingente atuando, pois nossa área rural é muito grande, com pontos de difícil acesso”, avalia o gerente regional de manutenção da Copel, André Rodrigues Janiaski.

A interrupção de energia também afeta os sistemas de abastecimento de água em diversas localidades destas regiões, segundo informa a Sanepar. No momento, permanecem sem energia São José das Palmeiras, Diamante do Oeste, o distrito de Lajeado Bonito, em Castro, e os distritos de Rio do Salto, em Cascavel, e Longuinópolis, em Braganey. Em Catanduvas e em Pérola do Oeste a energia voltou de forma parcial, podendo ter falta de água ao longo do dia.

Paraná segue em alerta laranja para tempestades

Desde ontem o Paraná está em alerta laranja para a ocorrência de tempestades, segundo o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia). O alerta laranja do instituto é válido para todo o estado, além de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

De acordo com o Simepar, os municípios da metade sul do estado estão mais vulneráveis. Os temporais chegaram a ter rajadas de vento de 91,1 km/h, na região. Em Marechal Cândido Rondon, as rajadas alcançaram 94,7 km/h.

Nesta sexta, o tempo segue instável no Paraná, mas, com chuvas mais localizadas. Na metade Sul paranaense, apesar de permanecer com muita nebulosidade na maioria das cidades, a tendência é de sol.