Polícia prende dupla por caça ilegal no Parque Nacional do Iguaçu

A polícia apreendeu animais abatidos e unidades de Palmito Jussara In Natura extraídos ilegalmente, espécie ameaçada de extinção.

Tarobá News - 24 de maio de 2022, 11:05

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Polícia Ambiental prendeu dois homens que estavam praticando caça ilegalmente no Parque Nacional do Iguaçu, em São Miguel do Iguaçu, na região Oeste do estado. A dupla foi presa na última segunda-feira (23) com animais abatidos, palmito Jussara, espécie ameaçada de extinção, e armamentos.

Segundo informações repassados pela PM, uma equipe da 5ª Companhia do Batalhão de Polícia Ambiental fazia patrulhamento rotineiro pela área de proteção quando encontrou os suspeitos. Eles haviam adentrado o Parque Nacional do Iguaçu nas proximidades da Linha Marfim, em São Miguel do Iguaçu.

Com eles, a polícia apreendeu dois veados mateiros abatidos, além de 10 unidades de Palmito Jussara In Natura extraídos ilegalmente, espécie que está ameaçada de extinção. Os policiais também encontraram facas, um rifle calibre 22, lanternas e roupas sujas com odor de fumaça, o que indica que provavelmente os homem teriam feito acampamento em meio a mata.

A dupla foi presa em flagrante e levada para a Delegacia da Polícia Federal de Foz do Iguaçu.

Além da prisão, todo o material foi apreendido e os indivíduos terão de pagar multa. Eles responderão civil e criminalmente pela caça ilegal.

Com informações da Tarobá News.

Leia também:
« arraste para o lado »