Onda de frio ganha força e Paraná pode ter temperaturas mais baixas do ano nesta quinta

A chegada da massa de ar polar fez as temperaturas despencarem em todo o estado, e o Paraná poderá ter o dia mais frio d..

Rafael Nascimento - 28 de julho de 2021, 15:51

CURITIBA, PR, 21.05.2018: CLIMA-PR - A presença de uma massa de ar frio segue em todo o sul do país, assim, nesta segunda-feira, o sol predomina no sul do país e também nas diversas regiões do Paraná, o amanhecer será gelado em todas as regiões paranaenses, com previsão e risco de geadas em algumas áreas do estado, mas principalmente entre o sul e o sudeste, com valores mais baixos. O frio também chega ao norte do estado. (Foto: Giuliano gomes/PR Press/Folhapress)
CURITIBA, PR, 21.05.2018: CLIMA-PR - A presença de uma massa de ar frio segue em todo o sul do país, assim, nesta segunda-feira, o sol predomina no sul do país e também nas diversas regiões do Paraná, o amanhecer será gelado em todas as regiões paranaenses, com previsão e risco de geadas em algumas áreas do estado, mas principalmente entre o sul e o sudeste, com valores mais baixos. O frio também chega ao norte do estado. (Foto: Giuliano gomes/PR Press/Folhapress)

A chegada da massa de ar polar fez as temperaturas despencarem em todo o estado, e o Paraná poderá ter o dia mais frio do ano nesta quinta-feira (29). De acordo com o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná) o frio será intenso e há previsão de geada em todo o território paranaense.

"Teremos um dia caracterizado pelas baixas temperaturas no estado e a previsão de geada em todas as regiões do Paraná. A geada terá intensidade forte na metade sul do estado, especialmente na Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais e Centro-Sul. Nas demais regiões, também há previsão de ocorrência de geada, mas com intensidade de moderada a fraca”, indica Paulo Ricardo Barbieri, meteorologista do Simepar.

Estão previstas geadas na madrugada de quinta (29) e sexta-feira (30). As temperaturas baixas poderão causar impactos negativos na agricultura, principalmente em culturas mais sensíveis à geada, como hortaliças, tomate, milho, café, pastagem, frutíferas tropicais, entre outras, e reforçam o alertas aos agricultores para minimizar perdas.

Nesta quarta-feira os paranaenses sentiram na pele a queda brusca nas temperaturas, provocadas pela intensa massa de ar frio e seco que se estabeleceu sobre o estado. Diversas cidades registraram temperaturas negativas, como Palmas (-5ºC), Pinhão (-3ºC), Pato Branco (-2,5ºC) e Foz do Iguaçu (-1ºC), ou próximas de zero, casos de Ponta Grossa (0,5ºC) e Santa Helena (1,6ºC). No Litoral, Paranaguá registrou 8,9ºC.

Em Curitiba, a temperatura mais baixa registrada foi de 1,9ºC, segundo o Simepar. Por causa do frio e dos ventos intensos, que deixaram a sensação térmica ainda mais baixa, a prefeitura intensificou o trabalho social à população em situação de rua e atendeu 1.099 pessoas nos abrigos da Capital.

O Governo do Estado informou que acompanha com atenção a situação climática e determinou a montagem de abrigos temporários em diferentes pontos do Paraná. O primeiro deles, com capacidade para 50 pessoas, foi erguido dentro de um ginásio de esportes de Cascavel, na região Oeste, e já está à disposição da população.

A temperatura mais baixa registrada no estado hoje foi em General Carneiro-5,1ºC às 8h. Ainda segundo o Simepar, a previsão para esta quinta-feira no município do extremo sul paranaense é de temperaturas entre -5ºC e -7ºC.

"Existe a possibilidade que seja o dia mais frio do ano em algumas cidades, especialmente na metade norte do estado. Já tivemos dias com recordes de frio, como o último dia 19, onde algumas cidades registraram recordes de temperatura, casos de Ponta Grossa (-4,2º) e General Carneiro (-5,4º), entre outras. É preciso aguardar os dados registrados nas estações, mas não se descarta essa possibilidade de termos o dia mais frio do ano”, completa o meteorologista Paulo Ricardo Barbieri.