Plástico retirado dos oceanos do Paraná será transformado em brinquedo

Redação


A ONG Eco Local Brasil vai distribuir brinquedos feitos de plástico retirado dos oceanos entre os dias 25 e 27 de setembro no Paraná. Chamado de ‘Pé na Estrada – Praia Limpa’, o projeto já doou mais de 1,5 mil brinquedos para crianças atendidas em projetos sociais.

Agora, em uma etapa especial para celebrar o Dia das Crianças, o projeto volta ao litoral do Paraná para recolher resíduos de plásticos do oceano e da areia para alegrar os pequenos.

No total, serão realizadas ações de retirada de resíduos de praias e distribuição de brinquedos em Paranaguá, Ilha do Mel, ilhas de Guaraqueçaba, Praia de Leste, Matinhos e Guaratuba.

CONFIRA AGENDA DE ONG NO LITORAL DO PARANÁ

  • Dia 25 – Paranaguá: Entrega de brinquedos para o Instituto Palazzollo;
  • Dia 26 – Ilhas da Baía Paranaguá e Ilhas de Guaraqueçaba e Ilha do Mel: Ação ambiental e entrega de brinquedos nas comunidades das ilhas (serão 7 ilhas atendidas pelo projeto);
  • Dia 27 – Ilha do Mel, Praia de Leste, Matinhos e Guaratuba:ação ambiental de coleta de resíduos;
ONG vai distribuir brinquedos feitos de plástico retirado dos oceanos do Paraná (Divulgação/Cleiton Giro Urbano)

COMO SURGIU A IDEIA DE DISTRIBUIR BRINQUEDOS FEITOS DE PLÁSTICO RETIRADO DOS OCEANOS?

Acostumada a promover ações de educação ambiental em escolas e fazer o gerenciamento de resíduos de eventos esportivos realizados em praias do litoral, em 2020, a Eco Local Brasil teve que reformular suas ações por conta da pandemia do Covid-19. As ações ambientais passaram a ser individuais e sem aglomeração.

Pensando nas crianças em casa, sem acesso às escolas, o coordenador da ONG, Filipe Oliveira, resolveu transformar o plástico beneficiado, resultado de resíduos retirados de praias, em brinquedos.

Divulgação/Cleiton Giro Urbano

“Nós já transformamos resíduos retirados dos oceanos em vários objetos desde 2018, mas neste ano, pensando nas crianças em casa, sem poder ir à escola por causa da pandemia e, muitas vezes sem ter com que brincar, tivemos a ideia de injetar o plástico beneficiado para fazer brinquedos. Deu muito certo e tem sido muito gratificante unir essa ação social nas nossas ações ambientais”, explica Filipe.

Além de beneficiar os resíduos plásticos, a Eco Local Brasil também transforma os demais resíduos em objetos variados. “Nossas ações resultam em zero aterro sanitário. Tudo o que encontramos nas ações de limpeza é compactado e transformado em banco de praça, calçadas, mesas e outras coisas”, acrescenta o coordenador da Ong.

Previous ArticleNext Article