Ônibus com câmeras de segurança já estão circulando em Curitiba

Francielly Azevedo - CBN Curitiba


Aos poucos os novos ônibus começam a circular na capital. De acordo com a Urbanização de Curitiba (Urbs), até o fim do ano 150 novos carros vão substituir os veículos que estão no fim da vida útil, com idade mais avançada de funcionamento. As regiões do Pinheirinho e Capão Raso, que possuem grande concentração de pessoas, terão a maior renovação.

Segundo o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, os novos veículos já vêm equipados com câmeras de segurança, que monitoram os passageiros durante todo o trajeto.

“Os novos ônibus já vem equipados com câmeras de segurança que gravam toda a movimentação dentro do ônibus e ficam com os dados gravados, caso haja necessidade podemos fazer a captura das imagens para análise, o que traz segurança para o passageiro”, afirmou.

Maia Neto conta que alguns biarticulados já estão circulando com a tecnologia, além de contarem com controle de velocidade. “Os biarticulados já vem com essa tecnologia, que é única na América Latina, onde temos controle remoto de velocidade do veículo, ou seja, nas áreas de grande movimento de pessoas nós conseguimos limitar o movimento dos ônibus”, disse.

Os veículos também vão contribuir com o meio ambiente, já que emitem menos poluentes. “Motorização Euro5 que tem a redução do gás de efeito estuda e dióxido de carbono, que é um grande ganho ambiental”, explicou.

Conforme Maia Neto, a cada quatro meses toda frota passa por inspeção veicular, com a troca de peças necessárias para boa circulação do veículo. Os novos ônibus devem representar também uma economia para o município em relação à manutenção.

“O carro novo gera uma economia, já que tem um consumo menor, motorização mais avançada, tecnologia e não tem pontos de desgaste como os carros velhos, fazendo com que a manutenção dos carros novos se tornem mais baratas”.

Os ônibus têm vida útil de 10 anos, com exceção do “hibribus”, que possui 12 anos. Ao todo Curitiba conta com 1.290 ônibus em operação, que rodam 8 mil quilômetros por dia e atendem 15 milhões de passageiros por mês. A ideia é que até o fim de 2020, 450 novos veículos estejam circulando na cidade.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="539331" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]