Operação contra tráfico prende 14 e resgata mais de 200 aves silvestres no PR

Vinicius Cordeiro



A Operação Curió Livre, deflagrada nesta terça-feira (23) em sete cidades do Paraná, prendeu 14 pessoas envolvidas no tráfico e comércio de aves silvestres. Além disso, 221 pássaros acabaram sendo resgatados e sete armas foram apreendidas.

Entre as espécies apreendidas estavam curiós, pintassilgos, trincaferros, sábias, canários da terra e azulões. Os animais serão encaminhados para avaliação do Museu de História Natural de Curitiba. Depois disso, a expetativa é que sejam devolvidos à natureza.

A operação foi realizada em Curitiba e outros seis municípios da Região Metropolitana. Almirante Tamandaré, Campo Largo, Fazenda Rio Grande, Piraquara, Colombo e Cerro Azul receberam equipes do Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde (BPAmb-FV) e do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo (GAEMA). Foram cumpridos 16 mandados judiciais desde às 6h da manhã.

“Foram 16 investigados, todos com mandados de busca em suas residências e destes nove já estavam com mandados de prisão em aberto, inclusive em algumas residências foram localizadas armas e outros objetos ilícitos que resultaram em 14 prisões”, disse o Comandante da 4ª Companhia do BPAmb-FV, capitão Fabiano Gevert, que participou da operação.

REDES SOCIAIS

De acordo com as investigações, as aves eram capturadas em florestas da região e criadas de maneira improvisada. Muitos dos animais resgatados estão com sinais de maus tratos e eram mantidas sem devidas condições de higiene.

Segundo o capitão João Pedro Passos Rocha, comandante da 1ª Companhia do BPAmb-FV, os envolvidos usavam as redes sociais para vender os pássaros.

“Descobrimos que utilizavam as redes sociais para a exposição e venda de milhares de pássaros da fauna silvestre. Durante as abordagens, constatamos que havia indícios de receptação qualificada, crimes contra a fauna e organização criminosa”, completou.

Com isso, os materiais presentes nos computadores, celulares e documentos apreendidos serão analisados pelo GAEMA. O intuito é obter mais informações sobre a atividade criminosa.

ARMAS

Os equipamentos para a caça dos animais surpreenderam. Foram apreendidos duas bestas artesanais, uma espingarda de calibre .32, duas carabinas, armas de pressão e 18 cartuchos intactos. Por fim, também acabaram sendo encontrados 185 gaiolas, 12 alçapões, 27 caixas de transporte, anilhas desacopladas, pólvora e chumbo.

Previous ArticleNext Article