Operação combate contrabando e descaminho no oeste do Paraná

Ação tem como foco principal hotéis e estacionamentos que estariam sendo usados como depósitos para guardar mercadorias trazidas do Paraguai.

Redação - 27 de julho de 2022, 12:58

(Foto: Reprodução/RFB)
(Foto: Reprodução/RFB)

Uma operação de combate ao contrabando e descaminho foi deflagrada nesta quarta-feira (27) em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A ação tem como foco principal hotéis e estacionamentos que estariam sendo usados como depósitos para guardar mercadorias trazidas do Paraguai de maneira irregular.

A Receita Federal é a responsável pela operação, que ocorre nos bairros Vila Portes e Jardim Jupira, próximos à Ponte Internacional da Amizade, sobre o rio Paraná.

O objetivo é a apreensão de produtos que entraram ilegalmente no país, tais como armas, drogas e cigarros contrabandeados, além de mercadorias que não tiveram seus impostos devidamente recolhidos.

Um helicóptero é utilizado para dar apoio tático aos servidores em terra. Drones também estão sendo usados no monitoramento dos dois bairros. 

Participam da ação mais de 30 servidores da Receita Federal, em sua maioria deslocados de outros municípios, além da equipe local de Foz do Iguaçu. Também dão apoio à operação servidores do Batalhão de Polícia de Fronteira, Exército, Guarda Municipal, Grupo de Polícia Fazendária, Núcleo Especial de Polícia Marítima e Polícia Rodoviária Federal.

De acordo com a Receita, após o final da operação, na tarde desta quarta-feira (27), serão realizadas a contabilidade e divulgação dos valores de mercadorias apreendidas.

OPERAÇÃO FRONTEIRA BLINDADA NO OESTE DO PARANÁ

A ação realizada nesta quarta-feira (27) pela Receita Federal está inserida na Operação Fronteira Blindada, de caráter permanente, com apoio de servidores da Receita Federal de todo o Brasil e realizada em parceria com órgãos parceiros dos níveis federal, estadual e municipal.