Polícia mira suspeitos de envolvimento em fraude a licitação em cidade da região oeste

Redação

O crime aconteceu durante a licitação para aquisição de luminárias de LED para a prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu

Nove mandados de busca e apreensão em endereços relacionados a indivíduos suspeitos de envolvimento em fraude a licitação em Santa Terezinha de Itaipu, na região oeste do Paraná, devem ser cumpridos nesta quinta-feira (8) pela PCPR (Polícia Civil do Paraná) pela operação ‘Luz Oculta’.

O crime aconteceu durante a licitação para aquisição de luminárias de LED para a Prefeitura. Além de Santa Terezinha de Itaipu, os mandados serão cumpridos em Londrina, na região norte do Estado, e em Curitiba. O objetivo da 3ª fase da operação é encontrar documentos que comprovem a prática criminosa e auxilie no andamento das investigações.

FRAUDE A LICITAÇÃO EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU

As investigações apontam que houve direcionamento do certame, já que requisitos de qualificação técnica do edital não foram cumpridos pela empresa vencedora. Entre eles a não apresentação do documento referente ao Programa de Controle de Saúde Ocupacional.

Além disso, o documento referente ao Programa de Gestão de Resíduos Sólidos apresentado pela empresa, em tese, não atende o mínimo exigido em lei. Ou seja, não deveria ter sido considerado válido.

Segundo a PCPR, outro fato que chamou atenção durante as investigações, é que a empresa vencedora do certame em Santa Terezinha, é a mesma empresa que vencedora no processo licitatório de Foz do Iguaçu, região Oeste, também, para fornecimento de luminárias de LED.

A PCPR contou com o apoio da 6ª Promotoria do MP, Gepatria (Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa), durante as investigações.

OPERAÇÃO LUZ OCULTA

Esta é a terceira fase da operação da PCPR, batizada como “Luz Oculta”. A primeira foi realizada em maio deste ano, para apurar fraude de R$ 10 milhões em licitação da Prefeitura de Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná. A segunda foi deflagrada na última semana, quando a PCPR aprendeu luminárias que serão periciadas.

Previous ArticleNext Article