Sete suspeitos de integrar ‘conselhos de disciplina’ do crime são presos no Litoral

Redação


A Polícia Civil do Paraná realizou, nesta quinta-feira (11), a Operação Adsumus III, em Paranaguá, Litoral do Paraná. Foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão e sete de prisão preventiva.

Os alvos são integrantes de dois “Conselhos de Disciplina” do crime – que, segundo a Polícia Civil, são organizações criminosas que julgam e penalizam aqueles que transgridem as normas da facção, normalmente com a morte. O grupo criminoso é suspeito de dois homicídios tentados, no dia 17 de março, contra dois homens de 34 e 41 anos.

Entre as setes pessoas presas, quatro são homens e três são mulheres, todos com idades entre 23 e 51 anos. Eles foram detidos nos bairros Porto Seguro, Vila dos Comércios e Vila São Jorge em Paranaguá. Dois dos presos também foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas por estarem em posse de porções de maconha e cocaína.

Os alvos da ação também serão investigados por furtos praticados recentemente contra caminhoneiros, chamados “vazadas”, quando um grupo criminoso abre o tombador do caminhão em áreas de desaceleração do veículo e atiram a carga em via pública. Com o apoio de adolescentes, os criminosos varrem o produto, ensacam e comercializam para receptadores.

Segundo a polícia, as investigações continuam para localizar e prender Cícero Gregori Gonçalves Mattos, 26 anos, o único alvo da operação que permanece foragido.

Qualquer informação pode ser repassada de forma anônima diretamente na unidade da Polícia Civil de Paranaguá, bem como através do telefone da delegacia (41) 3420-3600.

Fases anteriores

A PCPR deflagrou as fases I e II da operação Adsumus no final do ano de 2018. A ações resultaram na prisão de onze integrantes da mesma organização criminosa, que atuavam no bairro Porto dos Padres. O grupo era conhecido pela violência exacerbada com que praticavam os crimes, segundo a polícia.

As vítimas eram asfixiadas e tinham seus corpos esquartejados pelo grupo, com o intuito de “assinar” o crime e demonstrar que ele tinha sido realizado por membros da organização criminosa. De acordo com as investigações, o grupo praticou quatro homicídios só no ano de 2018.

O nome “Adsumus” significa “estamos presentes”, é uma palavra em latim.

Com informações da Polícia Civil do Paraná

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="611075" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]