Overload 2: operação investiga lavagem de dinheiro de facção do tráfico no Paraná

Redação


Na manhã desta quinta-feira (17), a Operação Overload 2 foi deflagrada para cumprir 25 mandados de busca e apreensão em uma investigação que mira lavagem de dinheiro da maior facção do tráfico do Rio de Janeiro.

No Paraná, cinco cidades são alvos de policiais civis: Curitiba, São José dos Pinhais, Araucária, Ponta Grossa e Guarapuava.

A operação foi expedida pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. No Paraná, os mandados de busca e apreensão são cumpridos contra pessoas jurídicas, que eram utilizadas na atividade criminosa.

OPERAÇÃO OVERLOAD 2 NO PARANÁ

De acordo com a PCPR (Polícia Civil do Paraná), que trabalha em conjunto com a polícia do RJ, uma empresa de fachada movimenta por semana R$ 7 bilhões. A informação é da Band TV Paraná, que acompanha a operação.

Em um ano, 10 CPFs e 35 CNPJs movimentaram R$ 200 milhões. O dinheiro é oriundo do tráfico de drogas e todas as ordens partiram de dentro de presídios. Segundo informações da polícia, a lavagem acontecia quando o dinheiro era depositado nas contas das empresas fictícias, que era ‘transformado’ em salários ou lucro.

Além do Paraná, a Operação Overload 2 acontece em Santa Catarina, em Minas Gerais e no Mato Grosso do Sul.
Previous ArticleNext Article