Pai de santo é condenado a 79 anos de prisão por estupro em Curitiba

Redação

Pai de santo é condenado a 79 anos de prisão por estupro em Curitiba

Um pai de santo foi condenado a 79 anos de prisão em regime fechado pelo Juízo da Vara de Infrações Penais Contra Crianças, Adolescentes e Idosos de Curitiba.

O homem foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná pelos crimes de estupro, violação sexual mediante fraude, charlatanismo, sequestro, cárcere privado e redução à condição análoga à de escravo.

Ao menos dez mulheres denunciaram os crimes do pai de santo, sendo que quatro dessas vítimas foram citadas na decisão judicial que condenou o homem.

Uma das vítimas do pai de santo foi uma adolescente com 15 anos na época e outras duas mulheres chegaram a relatar que foram extorquidas em mais de R$ 40 mil.

O homem enganava as mulheres por meio do contexto religioso para obrigá-las a manterem relações sexuais e realizarem serviços domésticos sem qualquer pagamento.

Os crimes foram denunciados para a Polícia Civil no dia 20 de julho de 2020 e desde então o pai de santo está preso em uma delegacia em Curitiba.

A esposa desse pai de santo também havia sido denunciada na época para a Polícia Civil, mas o Ministério Público do Paraná pediu a absolvição da mulher, alegando falta de provas ao dolo dela nos crimes.

LEIA MAIS: Ladrões cortam o cabelo antes de assaltarem barbearia no Centro de Curitiba

Previous ArticleNext Article