Pais denunciam queimaduras em filho de um ano dentro de creche

Fernando Garcel e BandNews FM Curitiba

Os pais do menino de apenas um ano de idade que foi queimado em uma creche de Campo do Tenente, na Grande Curitiba, prestam queixa à polícia ainda nesta segunda-feira (12). A criança está internada no Hospital Evangélico, na capital, desde a última sexta (9) e sem previsão de alta médica.

Os ferimentos são nas mãos, no umbigo, parte da coxa e no órgão genital e a explicação dada à família foi a de que o problema ocorreu durante um banho no chuveiro. Pedro Maciel Ribeiro, o pai, não acredita nessa versão devido à gravidade das lesões e fala em descuido por parte dos funcionários do estabelecimento de ensino. ”

O quadro de saúde do menino é estável, de acordo com a assessoria de imprensa do hospital. As queimaduras estão concentradas todas na parte da frente do corpo da criança, o que levanta a suspeita de que os ferimentos não tenham sido provocados no banheiro, e sim na cozinha da creche.

“A professora falou que estava dando banho no chuveiro, queimou e caiu água muito quente nele. Essa história não está bem explicada, a água do chuveiro queimar daquele jeito? O chuveiro não esquenta daquele jeito”, conta o pai.


Do hospital da cidade o menino foi transferido para o Evangélico, em Curitiba, referência no tratamento de queimados. O Conselho Tutelar do município acompanha o caso e vai enviar uma notificação ao Ministério Público por entender que houve negligência por parte dos profissionais que trabalham na unidade, mas os conselheiros não quiseram se manifestar.

Por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura de Campo do Tenente informou que uma sindicância vai ser aberta para apurar o que aconteceu na instituição de ensino e que as pessoas envolvidas vão ser afastadas das atividades durante o trabalho de apuração. À imprensa, a direção da creche disse que o chuveiro da unidade apresentou um problema que não foi percebido pela estagiária.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook