Homem que matou e escondeu o corpo da ex-esposa em Palmital é condenado a 30 anos de prisão

Redação

Homem que matou e escondeu o corpo da ex-esposa em Palmital é condenado a 30 anos de prisão

Um homem que matou e ocultou o corpo da ex-esposa em Palmital, região Centro Sul do Paraná, foi condenado a 30 anos e 22 dias de prisão pela Justiça.

A decisão do Tribunal do Júri de Palmital julgou na última quinta-feira (25), o réu como culpado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro qualificado e ocultação de cadáver.

Segundo a denúncia feita pelo Ministério Público do Paraná, em 29 de janeiro de 2019, o homem sequestrou a ex-esposa na presença dos quatro filhos e assassinou a mulher à facadas na zona rural de Palmital, ocultando o corpo na sequência.

O corpo foi encontrado apenas 12 dias depois do homicídio e o homem apontou que cometeu o crime por não aceitar o fim do relacionamento com a ex-esposa.

Dessa forma, a condenação do réu teve como qualificadores o motivo fútil, o uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e por feminicídio.

O homem já aguardava sentença em regime fechado e irá aguardar o resultado dos recursos ainda detido, devido ao réu já apresentar condenação anterior.

LEIA MAIS: Médico é agredido por conhecidos após defender medidas de restrição no Paraná

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="748506" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]