Desde o início da pandemia, 552 estudantes de colégios particulares migraram para a rede municipal em Curitiba

Leonardo Gomes - BandNews FM Curitiba

estudantes, curitiba, pandemia, rede municipal, colégios particulares

Mais de 500 estudantes de colégios particulares migraram para a rede municipal de ensino em Curitiba, desde o início da pandemia da Covid-19. Ao todo foram 552 transferências e outros 144 pedidos de migração foram atendidos de estudantes vindos da rede privada ou pública de outros municípios.

De acordo com a Secretaria Municipal da Educação, o atendimento na rede pública é universal a partir dos 4 anos, ou seja, são disponibilizadas vagas em escolas e em CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil). Apesar do incremento de matrículas, a rede ainda tem cerca de 11 mil vagas que podem ser preenchidas.

A orientação da secretaria é que as crianças e adolescentes que migram de escolas privadas para as municipais precisam acompanhar as videoaulas transmitidas na internet e na TV aberta assim como os alunos que já estavam matriculados e desenvolver as atividades pedagógicas propostas ao longo período.

Conforme a pasta, o acompanhamento do conteúdo é necessário para que no momento do retorno das aulas presenciais os novos matriculados consigam se adaptar. A transmissão dos conteúdos pode ser assistida pela TV aberta nos canais 9.2 e 4.2 e também pelo YouTube no Canal TV Escola Curitiba.

Além das videoaulas, os estudantes da rede municipal recebem atividades complementares elaboradas pelos professores das unidades onde estão matriculados. A cada 15 dias, as famílias retiram esse material diretamente nas unidades, com o uso de máscara e sem aglomerações. As famílias que quiserem migrar os filhos para escolas municipais devem procurar os Núcleos Regionais da Educação, nas Ruas da Cidadania.

Leia também: Wanderlei Silva é atropelado enquanto andava de bicicleta em Curitiba

Previous ArticleNext Article