Por causa do agravamento da pandemia da Covid-19, Paraná adia volta às aulas presenciais

Redação

volta aulas paraná

A volta às aulas presenciais no Paraná foi adiada por tempo indeterminado nesta sexta-feira (12). O secretário da Educação, Renato Feder, comunicou aos diretores das escolas estaduais do Estado na manhã de hoje. A decisão se deve ao agravamento da pandemia da Covid-19.

Uma nova data para a retomada do modelo híbrido, que concilia aulas presenciais com videoaulas, será avaliada e informada pela Seed (Secretaria da Educação e do Esporte). Mais de um milhão de alunos da rede darão continuidade ao ano letivo 2021 de forma remota.

Em nota, o Governo do Paraná afirmou “o retorno será decidido na semana que vem após avaliações diárias da situação dos hospitais e dos casos de Covid-19”.

Indo na contramão, os colégios particulares foram liberados a voltar com as aulas presenciais desde a última quarta-feira (10), segundo determinação do Governo do Paraná.

Ontem, a APP-Sindicato anunciou uma greve para a próxima segunda-feira (15), dia que aconteceria a retomada das aulas presenciais, devido ao momento crítica da pandemia que o Estado vive. Em resposta, a secretaria afirmou que respeita a posição da APP-Sindicato, mas que a posição não condiz com a maioria dos profissionais da Educação.

Seed-PR reforça o compromisso com a segurança e a saúde de toda a comunidade escolar, lembra que o ambiente escolar é controlado e atua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde seguindo todos os protocolos e recomendações sanitárias.”

Conforme o boletim da covid-19 desta quinta-feira (11), o Paraná acumula 740.955 casos e 13.053 mortes em decorrência da doença. Neste momento, a taxa de ocupação de leitos de UTI está em 95%.

Na semana passada, a Prefeitura de Curitiba adiou a volta às aulas presenciais na rede pública municipal para o dia 6 de abril. Confira abaixo o posicionamento do Governo do Estado!

“O Governo do Paraná informa que o retorno às aulas no modelo híbrido, com parte dos alunos presencialmente nas escolas, não vai ocorrer na próxima segunda-feira (15). O retorno será decidido na semana que vem após avaliações diárias da situação dos hospitais e dos casos de Covid-19.

A decisão levou em consideração o cenário da pandemia.

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte já se reuniu com os chefes de Núcleos Regionais e explicou o posicionamento. A comunicação formal será feita ainda nesta sexta-feira (12) aos professores, profissionais da rede e pais dos alunos.

As aulas vão continuar de forma remota com os encontros virtuais realizados pelos professores no horário combinado no calendário da unidade educacional, sem prejuízo da formação educacional de milhares de jovens e adolescentes.”

Previous ArticleNext Article