Volta das aulas presenciais é adiada para o dia 1º de março no Paraná

Vinicius Cordeiro

volta aulas paraná

A SEED (Secretaria da Educação e do Esporte), do governo do Paraná, anunciou nesta terça-feira (9) que adiou a volta das aulas presenciais na rede estadual de ensino para o dia 1º de março. Até então, a retomada presencial das atividades estava prevista para o dia 18 de fevereiro, data que segue mantida como o início do ano letivo.

“A gente quer esses dias para fazer a adaptação. Com isso, a gente consegue garantir um bom planejamento. Sete dias para orientar os profissionais, os professores e os alunos. A partir do 1º de março, esperamos os alunos na escola. Metade da turma em uma semana e a outra metade na outra”, afirmou o secretário Renato Feder.

De acordo com o programa apresentado, os alunos da rede estadual terão uma reavaliação dos conteúdos prioritários a partir do dia 18. Essa retomada do aprendizado será feito por meio do Aula Paraná pela TV aberta,  YouTube, aplicativo e Google Classroom, além das atividades impressas. Já os professores, gestores, pedagogos, agentes educacionais e demais funcionários terão uma semana para capacitação pedagógica e sanitária.

Vale lembrar que os estudantes que não desejarem retornar às atividades presenciais podem seguir com as aulas remotas. Quem deseja voltar presencialmente necessita da autorização dos pais, ou responsáveis, com o termo de compromisso disponibilizado no site da Secretaria da Educação. Alunos que não têm acesso a equipamentos eletrônicos têm prioridade para participar das aulas presenciais.

A SEED informou que não haverá capacidade máxima por sala de aula por conta dos tamanhos diferentes, mas que é obrigatório o distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes. A resolução da Sesa sobre o escalonamento por faixa etária do retorno das aulas será respeitado.

MODELO HÍBRIDO SEGUE MANTIDO

O modelo híbrido, apresentado pelo governo do Paraná em dezembro, foi mantido. O secretário Renato Feder ressaltou que o modelo será feito de duas maneiras. A primeira é o formato síncrono, no qual um único professor dará a mesma aula tanto para os estudantes em sala quanto para os alunos que estão em casa, que acompanham por transmissão pelo aplicativo Aula Paraná. Esse primeiro formato deve começar em cerca de 850 colégios e irá aumentar gradualmente conforme são instalados pontos de internet rápida em mais salas de aula.

“Eles vão acompanhar a aula de casa, do seu computador ou celular gratuitamente. O governo do Paraná paga os dados, a transmissão para o aluno, desde que ele tenha o aplicativo Aula Paraná. O aluno de casa pode interagir com o professor, como se estivesse em uma videoconferência. Ele pode levantar a mão, tirar uma dúvida e fazer o comentário”, avalia o secretário da Educação.

Já o segundo formato será usado nos 1,3 mil colégios, que terão modelo híbrido em composição com as aulas do Aula Paraná Online. Ou seja, o estudante vai à escola presencialmente em uma semana e na outra acompanha o conteúdo de casa, pelos canais de ensino online (TV, YouTube, aplicativos) realizando atividades enviadas pelos professores.

A expectativa é que 1,5 mil colégios estejam no modelo híbrido síncrono até o dia 31 de março. Segundo Feder, a administração estadual já conta com quase 40 mil notebooks distribuídos para cerca de 23 mil salas de aula.

CALENDÁRIO DA VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS NO PARANÁ

Confira as datas da volta das aulas no Paraná:

  • 11 de fevereiro – Reunião entre profissionais da escola para apresentação do sistema híbrido e as formas de atendimento aos estudantes;
  • 12/02 – Reunião para elaboração do plano de trabalho dos professores no 1º trimestre;
  • 18 de fevereiroinício do ano letivo;
  • Dias 18, 19, 22 e 23 de fevereiro – capacitação pedagógica e sanitária dos gestores, professores, pedagogos, agentes educacionais e demais funcionários;
  • Dias 20 e 27 de fevereiro – pais e responsáveis podem visitar as escolas para conhecer a nova realidade e tirar dúvidas;
  • Dias 24 a 26 – alunos podem visitar as escolas para aprender como deverão se comportar nos momentos de entrada, saída, recreio e lanche. Além disso, serão instruídos sobre o modelo híbrido. Quem não poder comparecer poderá recorrer ao Google Meet;
  •  1º de marçovolta das aulas presenciais e início do modelo híbrido;

Os alunos que forem às escolas presencialmente devem usar máscara e vão passar por uma verificação de temperatura antes da entrada. Não serão permitidas as entradas dos estudantes que estiverem com temperatura maior ou igual a 37,1°C. Além disso, os estudantes estão proibidos de compartilhar qualquer objeto, como canetas, lápis, borracha, livros, cadernos, entre outros.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="744563" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]