Paraná atinge meta de vacinação contra sarampo e pólio

Francielly Azevedo e Assessoria

O Paraná atingiu, nesta quinta-feira (13), a meta de vacinar 95% das crianças com idade entre 12 meses e 4 anos contra o sarampo e a poliomielite. Até a tarde desta quinta, haviam sido aplicadas 556.178 doses de vacina contra poliomielite e 552.694 doses da vacina tríplice, que protege contra o sarampo. Entre as 22 Regionais de Saúde do Estado, apenas três ainda não alcançaram a meta de 95% de cobertura vacinal.

Nos municípios pertencentes à 17ª Regional de Saúde (Londrina), 93,7% das crianças já foram vacinadas. Nas cidades da 1ª Regional de Saúde (Paranaguá), apenas 83,7% das crianças tomaram as vacinas. Na 2ª Regional de Saúde (Curitiba e Região Metropolitana), que concentra a maior população a ser vacinada, 86,5% do público-alvo tomou a vacina contra pólio e 85% contra o sarampo.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, para vacinar 100% do público nesta faixa etária, é preciso imunizar pelo menos 25 mil crianças. A campanha de vacinação teve início em 6 agosto e acabaria no último dia 31, mas foi prorrogada até esta sexta-feira (14).

O secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, explica que mesmo os municípios que já alcançaram a meta dos 95% devem continuar o trabalho para vacinar o máximo possível de crianças. “O trabalho não pode parar. Quanto mais crianças forem imunizadas, menor o risco de vermos o sarampo e a pólio de voltarem ao nosso Estado”, disse.


SARAMPO

Até 10 de setembro o Ministério da Saúde havia confirmado 1.673 casos de sarampo em todo país. No Amazonas são 1.326 e em Roraima 301. Também já há registros da doença nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18), Rio Grande do Sul (18), Rondônia (2), Pernambuco (4) e Pará (2). Outros 7.812 casos suspeitos permanecem em investigação. Do total de casos confirmados, oito resultaram na morte do paciente.

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook