Coronavírus: Paraná quebra recorde com 2,3 mil novos casos em 24 horas

Jorge de Sousa

Coronavírus: Brasil registra 1,7 milhão de casos e 67 mil mortes

O Paraná quebrou o seu recorde diário de casos confirmados do novo coronavírus com 2.380 contaminações, segundo dados da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) divulgados neste sábado (4).

A maior marca anterior havia sido registrada na última quinta-feira (2), quando 2.060 casos foram confirmados.

Também foi confirmado pela Sesa que 34 pessoas vieram a óbito pelo coronavírus em todo estado, terceira maior marca diária desde 11 de março – data do início da pandemia no estado.

Dessa forma o Paraná soma 30.241 casos e 749 mortos pela Covid-19, com 367 municípios do estado tendo ao menos um registro da doença.

Os últimos óbitos confirmados foram registrados em pacientes com idades entre 21 e 87 anos, sendo 14 mulheres e 20 homens e com os falecimentos ocorrendo nos últimos dois dias.

Essas vítimas fatais eram residentes dos seguintes municípios:

  • Curitiba (4), Londrina (4), São José dos Pinhais (4), Campo Largo (2), Cascavel (2), Fazenda Rio Grande (2). E um óbito em cada um dos seguintes municípios: Apucarana, Araucária, Assaí, Balsa Nova, Bandeirantes, Cambara, Cambé, Carambeí, Cerro Azul, Colombo, Francisco Alves, Matinhos, Paranaguá, Piraquara, Ponta Grossa e Santo Antônio da Platina.

CORONAVÍRUS NO PARANÁ

LEITOS DE UTI NO LESTE ESTÃO COM 87% DE OCUPAÇÃO

Entre as macrorregionais de saúde do Paraná, a situação da Leste é a que mais preocupa na análise da taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Atualmente 87% dos 418 leitos estão ocupados, deixando apenas 55 livres para a instalação de novos pacientes. Na sequência aparece a Macrorregião Oeste com 71% dos 108 leitos ocupados – 31 vagas disponíveis.

A Macrorregião Oeste também aparece em destaque na incidência de casos de coronavírus para cada 100 mil habitantes.

Três cidades do Paraná estão 50% acima da média estadual (264): Cascavel com 753, Cianorte com 636 e Toledo com 417. Somente Cianorte faz parte de outra macrorregional (noroeste).

Cascavel também aparece com destaque entre as regionais saúde com a maior incidência de mortes para cada 100 mil habitantes.

A regional aparece na vice-liderança empatada com Londrina tendo ambas o índice de 12,3, atrás apenas de Cornélio Procópio que aparece com 15,2.

Previous ArticleNext Article